PAFT modelos de referência

Moderador: admincomercial

izabellamedeiros
Mensagens: 2
Registrado em: Qui Out 16, 2014 5:37 pm

PAFT modelos de referência

Mensagem por izabellamedeiros »

Estou realizando uma simulação e o PAFt calculado para cada modelo de referência resulta em áreas de abertura que ultrapassam o valor da área total de algumas fachadas. Já revisei o cálculo e não identifiquei erro na entrada de dados. Há alguma recomendação de como devo proceder?
Avatar do usuário
comercial
Mensagens: 284
Registrado em: Seg Jun 09, 2014 11:13 pm

Re: PAFT modelos de referência

Mensagem por comercial »

izabellamedeiros escreveu:Estou realizando uma simulação e o PAFt calculado para cada modelo de referência resulta em áreas de abertura que ultrapassam o valor da área total de algumas fachadas. Já revisei o cálculo e não identifiquei erro na entrada de dados. Há alguma recomendação de como devo proceder?
Essa situação ocorre em casos em que as edificações possuem um PAFt pequeno, sendo PAF muito alto em alguma das fachadas, comumente ocorrendo em modelos de referência D e eventualmente C.
Caso isso ocorra, deve-se informar ao OIA que esses Modelos de Referência com mais de 100% de PAF não serão utilizados.
izabellamedeiros
Mensagens: 2
Registrado em: Qui Out 16, 2014 5:37 pm

Re: PAFT modelos de referência

Mensagem por izabellamedeiros »

Prezado(a), obrigada pela resposta. Entretanto ainda tenho uma dúvida: se os modelos não vão ser utilizados, como determinar a referência para as classificações C e D? Aguardo retorno. Atenciosamente, Izabella.
Avatar do usuário
comercial
Mensagens: 284
Registrado em: Seg Jun 09, 2014 11:13 pm

Re: PAFT modelos de referência

Mensagem por comercial »

izabellamedeiros escreveu:Prezado(a), obrigada pela resposta. Entretanto ainda tenho uma dúvida: se os modelos não vão ser utilizados, como determinar a referência para as classificações C e D? Aguardo retorno. Atenciosamente, Izabella.
Normalmente esses modelos não são necessários por serem raros e situações extremamente específicas.
Lembramos também que pelo método de simulação não é necessário modelar todos os modelos de referência.

No entanto, se mesmo assim persistirem situações onde a área de abertura definida para os modelos de referência exceda os limites de área de fachada existente, essa área excedente deve ser acrescentada em demais áreas de fachada pertencentes às zonas que tenham o mesmo condicionamento, preferencialmente adjacentes à zona em questão, mesma orientação da fachada, mesmo padrão de uso (como as de permanência prolongada x de permanência transitória) e mesma temperatura de set point. Quando estes fatores são inexistentes em conjunto, deve-se priorizar os seguintes requisitos para seleção da zona a receber a área excedente, respeitando a ordem:
- zonas condicionadas;
- zonas adjacentes
- áreas de fachada de mesma orientação;
- áreas de fachada onde os ambientes possuem atividade que proporcione padrão de uso semelhante (como as de permanência prolongada x de permanência transitória);
- mesmo set point
Responder

Voltar para “6.2.1. Metodologia para modelagem de envoltória e sistemas”